top of page

Madrinha dos projetos sociais da Mangueira, a musa Karinah está pronta para brilhar na avenida nesta segunda(12)

Em homenagem a uma canção de Alcione, a sambista caprichou na fantasia com uma peça coberta de cristais vindos da República Tcheca


Foto: Divulgação

"O Rio aceso em lampiões e violões." 

É invocando a energia de Alcione que a cantora Karinah, única mulher a chegar na final da última disputa pelo samba-enredo da Mangueira, promete sacudir a Passarela do Samba. Na segunda- feira (12), a escola será a quarta a entrar na Sapucaí com o enredo “A Negra Voz do Amanhã” dos carnavalescos Annik Salmon e Guilherme Estevão, homenagem à cantora do Maranhão. A relação da sambista com a querida "Marrom" não é de hoje: Karinah é afilhada artística e já dividiu o palco inúmeras vezes com a intérprete da faixa atemporal "Loba". Inclusive, em 2022, as duas apareceram juntas na música "Tô de partida", que veio acompanhada de um lindo vídeoclipe intimista gravado em um estúdio no qual as musas interagem e se emocionam em uma harmonia perfeita.


"A Alcione para mim é uma lenda viva. E não é exagero. A admiro como artista e mulher. Ter sido 'amadrinhada' por ela é uma honra que não cabe em mim! Farei o máximo na avenida para retribuir esse carinho, respeito e, claro, todo o legado dessa mulher potente e generosa que continua a nos inspirar. O empoderamento feminimo é uma das minhas principais bandeiras. E ninguém melhor para representar isso, não é? Viva Alcione! Viva o Maranhão", declara a artista.


No terceiro carro alegórico, que representa a canção "Rio Antigo", do saudoso álbum "Gostoso Veneno" (1978), a cantora trará para o desfile um brilho especial: uma fantasia coberta de cristais vindos diretamente da República Tcheca. A peça foi desenhada pelo estilista Marcell Maia e confeccionada por Michelly X. Um luxo como a Verde e Rosa e o maior espetáculo da Terra merecem!


Comentarios


dba36d_ed1833afb2024b58a83564e5ff3597ff_mv2.png
20230401_140001.png
bottom of page