top of page

Fabrício Pires e Giovanna Justo seguem formando o primeiro casal de mestre-sala e porta-bandeira da União de Maricá

Em busca do acesso ao Grupo Especial, a dupla renovou com a escola para o Carnaval 2025


Foto: Vinicius Lima

A condução do pavilhão maricaense seguirá sob a responsabilidade de Fabrício Pires e Giovanna Justo em 2025. O casal de mestre-sala e porta-bandeira acertou a continuidade na União de Maricá na tarde desta segunda-feira (29). Eles receberam dois prêmios pelo desempenho no último desfile e vão para o segundo ano na escola


Fabrício e Giovanna chegaram na União de Maricá após defenderem a Acadêmicos de Niterói. Eles dançam juntos desde o Carnaval 2019, quando estavam na São Clemente e também passaram pelo Acadêmicos do Sossego.


Com muita experiência, Fabrício Pires defendeu diversas escolas do Rio de Janeiro. Ele foi primeiro mestre-sala da Portela, Caprichosos de Pilares, Tradição, Mocidade Independente de Padre Miguel, Porto da Pedra e Sossego.


Cria da Estação Primeira de Mangueira, Giovanna Justo empunhou o pavilhão verde e rosa por 15 carnavais e foi campeã do Grupo Especial duas vezes, mesmo número de conquistas que teve na Unidos da Tijuca. A porta-bandeira também dançou na Vila Isabel e na Viradouro.


Com a renovação de Fabrício e Giovanna, a União de Maricá deu mais um passo para a manutenção de parte da equipe que conquistou o quarto lugar da última Série Ouro. Até o momento, somente o carnavalesco Leandro Vieira não esteve no desenvolvimento do último carnaval.


Comments


dba36d_ed1833afb2024b58a83564e5ff3597ff_mv2.png
20230401_140001.png
bottom of page