top of page

Escolas do Grupo Especial definem os carnavalescos para o Carnaval 2021


Unidos do Viradouro, Marcus Ferreira, Tarcísio Zanon e Marcelinho Calil
Foto: Leandro Lucas | Renata Xavier

Em time campeão não se mexe, esse é o lema da Unidos do Viradouro. A atual campeã do carnaval do Rio de Janeiro permanece com a dupla de carnavalescos Marcus Ferreira e Tarcísio Zanon. Após o excelente resultado no carnaval a dupla promete ir mais longe em 2021. Título que foi conquistado com muito trabalho de uma administração impecável da Viradouro, agora é acertar os erros que tiveram e buscar a terceira estrela para a escola de Niterói.



Acadêmicos do Grande Rio, Gabriel Haddad e Leonardo Bora
Foto: Divulgação

Em Duque de Caxias, a Grande Rio também renovou com sua dupla de carnavalescos Gabriel Haddad e Leonardo. Os dois trouxeram novos ares a Caxias, um título que foi perdido no detalhe, mas que entrou para a história da escola e do carnaval. Conquistaram mais um prêmio do Estandarte de Ouro de Melhor Escola, agora no grupo especial, eles possuem ainda dois pela Acadêmicos do Cubango na Série A. Espera-se mais um enredo forte da escola, houveram especulações de um enredo sobre o Guaraná, mas nada confirmado.


Mocidade Independente de Padre Miguel, Fábio Ricardo
Foto: Divulgação

A Mocidade Independente de Padre Miguel acertou a contratação de Fábio Ricardo para o próximo carnaval. Carnavalesco que já possui o enredo e já pesquisa sobre, a escola levará "Batuque ao Caçador" em 2021, sendo o tema central o orixá Oxóssi. Fábio é um ótimo enredista e após um 3º lugar com o enredo sobre Elza Soares, a escola quer alçar voos mais altos.




Beija-Flor de Nilópolis, Alexandre Louzada e Cid Carvalho
Foto: Eduardo Hollanda

Em Nilópolis, Alexandre Louzada e Cid Carvalho seguem no comando da Beija-Flor de Nilópolis. Escola que voltou as campeãs em grande estilo, e perdeu o título por detalhes, a expectativa é de um carnaval ainda mais grandioso. A dupla já conquistou diversos títulos na escola, e mais uma vez vão em busca do lugar mais alto do pódio na quarta-feira de cinzas.




Acadêmicos do Salgueiro e Alex de Souza
Foto: Alex Nunes

No Salgueiro, o carnavalesco Alex de Souza segue para o seu quarto carnaval na escola. Em 2020 o Salgueiro foi a única escola a conquistar os cinquenta pontos em fantasias, quesito que se direciona ao carnavalesco, mostrando a excelência do trabalho do Alex. Tendo o melhor resultado pela escola um terceiro lugar na sua estréia em 2018, com "Senhoras do Ventre do Mundo", espera-se um grande carnaval em 2021, já que desde esse desfile o Salgueiro conquista o quinto lugar duas vezes consecutivas.


Estação Primeira de Mangueira e Leandro Vieira
Foto: Leonardo Queiroz

Após uma dúvida sobre a permanência ou não de Leandro Vieira na Mangueira, o carnavalesco vai para seu sexto carnaval na escola, e promete fazer um trabalho bem diferente do que já apresentou na Mangueira em seus outros cinco carnavais. Em 2020 a escola foi bastante mal interpretada no pré-carnaval por levar o enredo sobre Jesus para a Sapucaí, mas na avenida vimos um desfile mais uma vez histórico e belo do carnavalesco, conquistando os cinquenta pontos em enredo. A nação mangueirense comemorou muito a permanência dele e de toda a equipe da escola para o carnaval 2021.


Portela, Renato Lage e Márcia Lage
Foto: Divulgação

Em Madureira, logo após o carnaval, a Portela já acertou a permanência de Renato Lage e Márcia Lage. Em 2021, a escola fez um desfile lindíssimo a luz do dia, com a estréia da dupla, mas apresentou alguns problemas que surpreendentemente tirou a Portela do desfile das campeãs. A expectativa é de um desfile que traga a escola de volta ao hall das campeãs, lugar onde a Portela sempre espera ficar.




Edson Pereira, Unidos de Vila Isabel
Foto: Eduardo Hollanda

Na escola de Noel, Edson Pereira assinará mais uma vez o desfile da escola. O carnavalesco terá a missão de produzir o enredo mais que esperado por todos da Vila Isabel, a homenagem a Martinho da Vila, grande baluarte da agremiação. Edson assim como em 2020, também irá realizar o carnaval da Mocidade Alegre em São Paulo. A Vila veio imponente e grandiosa em 2020, mas ficou fora do G6.



Unidos da Tijuca e Jack Vasconcelos
Foto: Divulgação

A Unidos da Tijuca anunciou Jack Vasconcelos como carnavalesco da escola para o carnaval 2021, após um período em que se esperava a permanência de Paulo Barros, o acerto não veio, e Jack irá assinar mais um desfile no Grupo Especial, seus melhores resultados foram o vice-campeonato pela Paraíso do Tuiuti em 2018, um desfile que entrou para a história do carnaval, e a homenagem à Elza Soares na Mocidade Independente de Padre Miguel no último carnaval. A expectativa é de que a escola consiga fazer um carnaval com nível superior do que vem apresentando, já que desde que a fatalidade do acidente em 2017 aconteceu a escola não consegue se reencontrar e fazer desfile memoráveis como em anos anteriores. A última vez que a Tijuca retornou nas campeãs foi em 2016, ano em que foi vice-campeã.


São Clemente, João Vitor Araújo e Tiago Martins
Foto: Divulgação

Na Zona Sul, a São Clemente aposta em uma dupla para substituir Jorge Silveira, que retornou a Dragões da Real em São Paulo, são João Vitor Araújo e Tiago Martins. João estava na Paraíso do Tuiuti e realizou um belo trabalho, mesmo a escola ficando na zona perigosa da tabela. Já Tiago é cria da escola e já faz parte da equipe de carnaval da escola, está há dez anos nela, e assinou trabalhos em conjunto com grandes carnavalescos como Fábio Ricardo e Rosa Magalhães.




Paraíso do Tuiuti e Paulo Barros
Foto: Divulgação

Em São Cristóvão, a Paraíso do Tuiuti vem mais forte do que nunca, a escola anunciou a contratação do grande carnavalesco Paulo Barros, que não foi feliz em seu retorno a Unidos da Tijuca no último carnaval. A escola sabe mais do que nunca das dificuldades que enfrentará no próximo carnaval, já que o número de escolas voltou a ser doze. Além de Paulo, a escola também contratou o Mestre Marcão, que ficou fora dos dois últimos carnavais do Rio, mas comandou a Bateria Furiosa da Camisa Verde e Branco em São Paulo. Espera-se uma cara nova a Tuiuti, que busca a permanência no Grupo Especial.


Imperatriz Leopoldinense e Rosa Magalhães
Foto: Divulgação

A Imperatriz Leopoldinense retorna ao Grupo Especial com força máxima, após Leandro Vieira se despedir da escola e permanecer na Mangueira, a escola optou por trazer de volta uma super conhecida pela comunidade, Rosa Magalhães. A professora possui desfiles memoráveis pela escola, além da maioria de seus títulos da sua carreira. Mais uma vez a carnavalesca tem a missão de abrir o carnaval, como foi em 2010 pela União da Ilha e em 2021 pela Estácio de Sá. Será que vamos ter o retorno daqueles enredos históricos riquíssimos da Rosa? A certeza é que a Imperatriz aprendeu a lição do rebaixamento e fará bonito em 2021 em seu retorno a elite do carnaval carioca.

Comentarios


dba36d_ed1833afb2024b58a83564e5ff3597ff_mv2.png
20230401_140001.png
bottom of page