top of page

Brasileiros que dão show fora do país

Foto: Léo Cordeiro

Que o carnaval do Rio de Janeiro é o maior espetáculo do mundo a céu aberto, é de conhecimento geral, mas o que poucas pessoas sabem é que o número de estrangeiros que atualmente já dominam a arte do samba no pé vem crescendo a cada ano e isso se dá pela dedicação e empreendedorismo de brasileiros que descobriram que podem lucrar ensinando algo que aprenderam desde criança.


Sambar não é algo tão fácil, principalmente para os estrangeiros, mas os professores de dança Anny Alves e Gato de Salto já provaram que com um pouco de paciência e dedicação as gringas também podem ter o molejo brasileiro.


Vivendo na Croácia desde 2013, a baiana Anny Alves montou um estúdio de dança na cidade onde ministra aulas de samba somente para mulheres com idades que variam de 20 a 60 anos. O grupo já realiza diversas apresentações de samba em eventos na região. No período do carnaval, Anny, apesar de baiana, se entrega de corpo e alma ao carnaval do Rio de Janeiro onde é Musa na escola de samba Unidos de Padre Miguel.


Foto: Divulgação

Outro que aproveita suas habilidades com o samba para manter as contas em dia é Gato de Salto. Muso da Império da Tijuca, Nascido em São Paulo, o sambista vive hoje em Viena, na Áustria, e realiza aulas e shows de samba pelo mundo inteiro, com passagens em mais de 20 países, atuando também como intérprete das línguas português-inglês, alemão e francês em organizações internacionais. Professor de samba no pé há oito anos para alunos em diversos países, Gato de Salto desenvolveu uma metodologia própria para o público estrangeiro.

Comentarios


dba36d_ed1833afb2024b58a83564e5ff3597ff_mv2.png
20230401_140001.png
bottom of page